Gengibre e suas utilidades

O principal passo para perder peso é acostumar o corpo com uma alimentação saudável e balanceada. Fazendo isso, ainda podemos contar com a ajudinha de alguns componentes naturais que são muito úteis, como no caso do gengibre.

O gengibre é uma planta herbácea e seu cale é usado desde a Antiguidade como especiaria na culinária e em medicamentos. Suas utilidades são inúmeras: tem efeito termogênico, ajuda a curar gripes, tosse, resfriado, ressaca e, principalmente, dores de garganta. Banhos e compressas quentes de gengibre são indicados para aliviar os sintomas de gota, artrite, dores de cabeça e na coluna, além de diminuir a congestão nasal, cólicas menstruais e prevenir o câncer (cancro) de intestino e ovário.

gengibre

Por ser um termogênico, o gengibre auxilia na queima de gorduras. Então que tal preparar um ”suco” de gengibre para tomar durante o dia? É muito simples: basta encher uma jarra ou garrafa com água e adicionar cerca de 4 a 5 rodelas da raiz, ou duas colheres do alimento ralado (o efeito é o mesmo). Especialmente antes de dormir, quando a atividade metabólica é baixa, e após as refeições é bacana tomar um ou dois copos.

Além disso, o gengibre também é um anti inflamatório muito eficiente. Para dores de garganta, gripes, tosse, etc é recomendado ferver água com algumas rodelas do caule e depois coar antes de beber.

Curiosidade: Na medicina chinesa, é usado para combater a disfunção erétil, pois acredita-se que pode ser afrodisíaco.

Alertas:

  • Alguns cantores e artistas têm o hábito de mastigar lentamente um pedacinho de gengibre. No entanto, esse hábito (mascar gengibre e em seguida cantar ou fazer uso intenso da voz) não é indicado, visto que o gengibre possui também propriedades anestésicas e pode diminuir o controle vocal, causando um abuso.
  • O gengibre em pó industrializado não é recomendado, pois contém muitos conservantes que podem afetar sua composição natural.
  • Quem sofre de hipertensão NÃO DEVE consumir gengibre, pois ele acelera o metabolismo e causa dilatação dos vasos, o que pode causar um aumento da pressão arterial. Além dos hipertensos, a raiz é contraindicada para gestantes, principalmente nos três primeiros meses de gravidez, porque possui efeito abortivo. Mesmo depois desse período, deve-se ter muita cautela e o melhor é não consumir, até porque algumas gestantes apresentam aumento da pressão durante este período.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *