Perder peso sem perder a cabeça

Quantas revistas sobre boa forma/bem estar existem no mundo? Quantas foram lançadas nesse mês, nessa semana? E, principalmente, quantas novas dietas foram descobertas e divulgadas fervorosamente? Grandes dietas, cada uma mais inovadora e eficaz que a outra. Ou supostamente isso.

É possível perceber que, conforme o tempo passa, o que as pessoas mais procuram são resultados em curto prazo. Curtíssimo prazo, aliás. Justo, pois quem quer emagrecer – quando decide emagrecer – deseja rapidez no processo, para notar logo a diferença e alcançar o objetivo, sem rodeios.

Porém, por esses motivos, estas mesmas pessoas se iludem com dietas radicais que prometem queimar os quilinhos em períodos de até (pasmem) 2 dias. E as “milagrosas” às vezes até funcionam, mas e depois que acabam? Quase sempre aqueles quilinhos perdidos são reencontrados, e procura-se uma nova solução, ainda mais rápida e, por vezes, ainda mais estranha. Porque não existe um segredo obscuro, um ingrediente mágico que irá fazer secar. Quem irá fazer isto é você. É você quem irá educar o seu corpo.

Reeducação alimentar. Clichê né? O clichê pode ser chato, mas pode, também, ser o certo. O primeiro passo para emagrecer é olhar para si mesmo e identificar o que está errado, o que precisa ser mudado, quais hábitos precisam ser repensados. A reeducação alimentar consiste em ensinar o corpo e o psicológico a evitar abusos e criar novos costumes, que, ao contrário dos impostos pelas dietas, não vão ser esquecidos tão cedo.

É como ensinar a ler e escrever, uma vez que aprende, nunca mais esquece. Bateu aquela vontade de sobremesa depois do almoço? Ótimo, não tenha medo de comer aquele chocolate que está no armário, ele não vai te matar e nem te engordar se você comer com prudência. Uma vez que a sua cabeça aprender a ficar satisfeita com o suficiente para o corpo, ela não irá reclamar mais. O grande problema não está somente no que se come, mas sim como, quando e quanto come.

É preciso começar a fazer perguntas a si mesmo. Você tem mesmo que pegar mais um pedaço de bife? Mais uma colher de arroz? Precisa mesmo comer dois pães inteiros de manhã? Nem sempre. Não existe nada mais gostoso e satisfatório do que emagrecer sem passar vontade, sem exageros, e sem loucuras. Comer com gosto, saudavelmente, sem se arrepender e sem ilusões. Porque assim, saberás que manter ou perder peso não vai ser uma tarefa árdua.

É ótimo misturar proteínas, carboidratos e vegetais. E não comer apenas um deles.

Proteínas, carboidratos e vegetais unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *